Meek vence apesar de valente susto

Kris Meeke foi o grande vencedor do Rally Guanajuato México, o terceiro piloto diferente a triunfar este ano, mas não ganhou para o susto. Com tudo controlado, e na liderança da prova praticamente desde a partida, o britânico sofreu uma saída de estrada no Power Stage que quase colocou em causa o triunfo.

O piloto acabou com o Citroën C3 WRC num parque de estacionamento, mas logrou voltar à estrada para terminar a última classificativa com o oitavo tempo. O bastante para lhe garantir a vitórias, mas tudo graças à vantagem que tinha amealhado ao longo do rali. Não fosse isso e os 24 segundos perdidos teriam sido fatais.

Atrás dele, a apenas 13,8 segundos acabou por concluir Sébastien Ogier. O Campeão do Mundo levou o Ford Fiesta WRC ’17 ao terceiro pódio do ano e, com isso, recuperou a liderança da classificação geral, agora com dez pontos de vantagem sobre Latvala.

No mais baixo do pódio Ficou Thierry Neuville (+59,7s). Finalmente sem cometer erros, o belga conseguiu terminar entre os três primeiros depois de ter liderado as duas primeiras provas do ano até cometer erros fatídicos.

A fechar o Top 5 ficaram Ott Tänak e Hayden Paddon. O estónio da Ford (+2:18,3s) levou a cabo prova regular e sem grandes dores de cabeça, ainda para mais porque o neozelandês da Hyundai (+3:32,9s) foi um rival sempre muito distante e debateu-se mesmo com problemas técnicos ao longo deste domingo que o impossibilitaram também de atacar. Os dois mantiveram as posições que ocupavam ao final do dia de sábado.

Mais atrás, em sexto (+4:40,3s), ficou Jari-Matti Latvala. O piloto do Toyota Yaris WRC não se conseguiu apresentar no México ao mesmo nível que o levou a assinar dois pódios, entre eles uma vitória, nas duas primeiras jornadas do ano, o que o levou a perder a liderança do Campeonato para Ogier.

O compatriota e colega de equipa Juho Hänninen concluiu a ronda latino-americana no sétimo posto (+5:06,2s), com Dani Sordo a colocar o Hyundai i20 Coupe WRC no oitavo lugar, a mais 16,5 segundos de distância.

A completar a lista dos dez primeiros ficaram Elfyn Evans, que deixou o Ford Fiesta WRC ’17 a 8:41,8s da frente, e o sueco Pontus Tidemand (+10:51,9s), que levou o Skoda Fabia R5 a incontestável vitória no WRC2.

12 de Mar de 2017

 

Voltar >>

 

Bookmark and Share

 

 
Patrocínios/Parceiros