Vitória leva Tänak a segundo no Campeonato

16 setembro 2018

Impressionante prestação por parte de Ott Tänak que voltou a estar a um nível bem superior ao dos rivais. O piloto do Toyota Yaris WRC lidou de forma brilhante com todas as dificuldades impostas pelo Rally da Turquia para assinar a terceira vitória consecutiva, e a quarta do ano, este domingo.

O estónio até tinha começado o rali em terceiro, mas sentiu dificuldades com o pó na manhã de sexta-feira e caiu para nono. A recuperação tardou um pouco, mas assim que teve início só parou quando chegou à liderança da prova após a SS11. A partir daí não mais perdeu a posição e aumentou a vantagem para triunfar com com 22,3s de vantagem sobre o mais direto rival, o colega de equipa Jari-Matti Latvala.

Completamente de fora da corrida pelo título, e pelo pódio do Campeonato do Mundo de Ralis, Latvala teve de se contentar com o segundo lugar da geral no que também acabou por ser um rali modesto por parte do finlandês.

Enquanto isso, Hayden Paddon deu à Hyundai um importante terceiro lugar depois de ter começado a jornada com o 17º registo na SS1. O neozelandês recuperou de imediato na manhã de sábado, mas nunca teve argumentos para lutar com os demais. Ainda assim, o resultado foi o seu melhor esta ano depois de dois quartos lugares, o acidente no Vodafone Rally de Portugal e um quinto posto.

Surpreendente foi o rali de Sébastien Ogier e de Thierry Neuville. O francês da Ford teve, pela primeira vez desde a Argentina, uma oportunidade de ganhar importante conjunto de pontos ao belga da Hyundai, mas não teve a sorte do seu lado. Depois de Neuville se ver forçado a entrar em Super Rally devido aos problemas de suspensão na SS8, Ogier também foi tocado pelo azar ao partir o braço da direção na SS9, o que levou depois a uma penalização na SS10 e uma saída de estrada na SS11. Resultado: também ele se viu relegado para Super Rally.

Ogier ainda conseguiu cinco importantes pontos para o Mundial ao terminar em 10º da geral e assinar o segundo tempo no Power Stage, mas de nada lhe valeu, pois Neuville foi o mais rápido no último troço e, com isso, somou igual número de pontos, mantendo intacta a diferença entre ambos no Campeonato.

Contudo, o mesmo já não se pode dizer de Tänak que, ao somar 28 pontos, saltou para segundo da geral com mais dez pontos que Ogier e a 13 dos 177 somados por Neuville. Com três provas ainda por disputar e um total de 90 pontos em jogo, está ainda tudo em aberto na luta pelo título, se bem que agora são claramente três os candidatos à vitória e o menor erro pode deitar tudo a perder.

Patrocínios
scroll up