Neuville e Hyundai comandam o WRC após vitória na Córsega

31 março 2019

Os ralis só terminam no fim, e quem fez a festa na Córsega foi Thierry Neuville e a Hyundai. A M-Sport Ford apostou tudo nas capacidades de Elfyn Evans, com o piloto britânico a recuperar o comando no penúltimo troço, mas na Power Stage, um furo fez com que o piloto britânico caísse para o 3º lugar, atrás de Sébastien Ogier, que sai da Córsega com o 2º lugar.

Nas provas de asfalto é preferível sair na frente. Que o diga Kris Meeke, o mais rápido na Power Stage, o derradeiro troço que se tornou frustrante para Elfyn Evans ao furar o pneu da frente direito, terminando a especial em cima da jante, e perdendo aquilo que poderia ter sido uma vitória memorável. Evans foi o piloto que mais troços venceu, com 4 triunfos, mas foi Neuville que sai da Córsega com a vitória e o comando do WRC 2019. Devido ao problema de Evans, o campeão do mundo Sébastien Ogier chega ao 2º lugar a 40,3 segundos de Neuville, com Evans a cair para o 3º lugar a 1m06,6 do vencedor.

Depois de um pódio pouco previsível, foi o Hyundai de Dani Sordo a conquistar o 4º lugar a 1m18,4, seguido pelo Ford de Teemu Suninen a 1m24,6 e pelo Toyota de Ott Tanak a 1m40,0, que ontem também foi vítima de um furo quando comandava a prova. E se a Toyota se pode queixar da sorte nesta 4ª etapa do WRC 2019, com os seus três pilotos a somarem uma série de azares, apesar da vitória de Meeke na Power Stage. Tanak termina o rali na 6ª posição, Meeke foi 9º a 5m06,3 e Latvala o 10º classificado a 6m44,6 do vencedor.

A Citroen, que nunca encontrou o equilíbrio ideal para os C3, acaba por conquistar um imprevisível 2º lugar com Ogier e a 7ª posição com Esapekka Lappi. A M-Sport  Ford esteve em evidência durante toda a prova com uma prestação fantástica de Elfy Evans, mas também com uma prova muito sólida de Suninen que encerra o “top 5” do Rali da Córsega. Mas foi a Hyundai que mais lucrou, com a vitória de Neuville, subindo à liderança dos campeonatos de pilotos e construtores, apesar do modesto 8º lugar de Loeb, que desde o azar do primeiro troço, nunca mais encontrou o ritmo ideal.

Na categoria WRC 2 a Skoda dominou, através da vitória do italiano Fabio Andolfi, com apenas 3,9 segundos de vantagem para o russo Nikolay Gryazin, também em Skoda Fabia R5. Depois do Rali da Córsega, Thierry Neuville passa para o comando do campeonato com 82 pontos, seguido por Sébastien Ogier com 80 e por Ott Tanak com 77 pontos. Mais longe ficam Elfyn Evans com 43 e Kris Meeke com 42. Entre os construtores a Hyundai passa para liderança com 114 pontos, a Citroen sobe ao 2º lugar com 102 pontos e a Toyota cai para a 3ª posição agora com 98 pontos, seguida pela M-Sport Ford com 70. A próxima prova do WRC 2019 é o Rali da Argentina a disputar entre 25 e 28 de abril.

Patrocínios
scroll up