OGIER-Turquia-2-1200x675

Ogier lidera pela primeira vez desde o México

14 setembro 2019

A Citroen tinha absoluta necessidade de um resultado deste tipo. Dois C3 WRC nos dois primeiros lugares, e ainda por cima, separados por apenas 2 décimas de segundos. O campeão do mundo está na frente, e precisa de vencer para continuar a pensar em revalidar o título mundial. Resta saber se Lappi estará pelos ajustes, e quais são os planos da Citroen.

À entrada para o último dia do Rali da Turquia, quando faltam 4 troços para o final, parece que já ninguém duvida da dobradinha da Citroen, embora os ralis só terminem mesmo no fim. Ogier necessita de pontuação máxima na prova turca, e a Power Stage vai ter um peso muito importante, não só para o campeão do mundo, mas também para os candidatos Tanak e Neuville que, em termos de classificação geral, já estão fora das contas.

Thierry Neuville, que à entrada para a etapa de hoje estava na luta pela vitória, em cima de Ogier e muito perto de Lappi, acabou por capotar o Hyundai ao embater numa pedra traiçoeira na 8ª especial. Mas Ott Tanak também ficou fora de combate, com um problema elétrico no Toyota Yaris, logo na especial seguinte. Uma manhã complicada para os dois candidatos, que deixam agora Ogier com um novo fôlego.

Os dois Citroen C3 WRC contam com tanta vantagem que, o 3º classificado Andreas Mikkelsen está já a 1m17,1 da liderança, sendo o melhor dos Hyundai em prova. Muito perto do pódio está Teemu Suninen, com o Ford Fiesta WRC a ocupar o 4º lugar, a 1m26,9 de Ogier e apenas a 9,8 segundos de Mikkelsen. A fechar o lote dos cinco primeiros está o Hyundai i20 WRC de Dani Sordo, mas já a 2m24,7 do comandante.

Depois de dominar totalmente o Rali da Alemanha, a Toyota não se está a dar bem com o clima e os pisos da Turquia. O Yaris de Tanak parou com problemas elétricos, caindo drasticamente na classificação geral, e agora é Latvala o melhor piloto da equipa, ocupando o 6º lugar a 3m14,4 da liderança, seguido de muito perto pelo outro Toyota de Kris Meeke, a apenas 15,1 segundos. Só depois vem o candidato Neuville, no 8º lugar a distantes 4m38,2 do líder Ogier, seguido do Ford de Tidemand a 6m55,8.

Entre os concorrentes da categoria WRC 2, a liderança é do privado Kajetanowicz, com o piloto polaco do Skoda Fabia R5 a ocupar o 10º lugar da geral, liderando a categoria com quase um minuto de vantagem para o Ford Fiesta WRC 2 Pro de Greensmith e cerca de dois minutos para o Skoda Fabia WRC 2 Pro de Jan Kopecky. Para amanhã estão agendados mais 4 troços cronometrados, com a Power Stage a ter uma importância especial para as contas do WRC 2019. Diogo Salvi e Hugo Magalhães em Skoda, a única equipa portuguesa em prova, deram um toque numa pedra durante a 10ª especial, mas vão estar presentes no derradeiro dia do Rali da Turquia.

Patrocínios
scroll up