Holmes-FEKETE

Martin Holmes faleceu aos 80 anos

15 junho 2020

Natural de Ashtead, Inglaterra, e advogado de formação, Martin Holmes esteve desde sempre muito ligado aos ralis, tendo mesmo sido um navegador profissional antes de se tornar jornalista e começar a cobrir a modalidade em 1974.

A entrada no mundo dos ralis começou quando estudava direito na Universidade de Southampton, o que o levou a estrear-se na competição em 1959 com um Isetta e logo com uma vitória. Nos anos seguintes ingressou no Sutton and Cheam Motor Club, um polo fervoroso dos ralis no sul de Londres, onde se apaixonou definitivamente pela modalidade.

Daí à escrita sobre os ralis foi um passo e com isso surgiram convites para cobrir ralis em todo o país, o que acabaria por abrir a porta, primeiro, do semanário Motoring News e depois do Autosport, publicação com a qual colaborou durante mais anos e que acabou também por estender à publicação portuguesa com o mesmo nome.

Enquanto autor, Martin Holmes publicou muitos livros sobre o mundo dos ralis, com o anuário World Rallying a tornar-se no trabalho de uma vida com publicação ao longo de mais de 30 anos.

Em termos desportivos, Martin Holmes sagrou-se Campeão de Inglaterra de Navegadores em 1971, ao que juntou ainda quartos lugares em Sanremo e em Portugal. A última prova em que competiu foi no RAC de 1981. A carreira incluiu a participação em provas com marcas como Ford, Toyota, Renault, Skoda, Datsun, Lancia e Vauxhall.

Figura incontornável dos gabinetes de imprensa do Campeonato do Mundo de Ralis durante muitos anos, Marting Holmes viu-se obrigado a restringir as suas viagens por questões de saúde nos anos mais recentes, mas a reforma nunca fez parte do seu vocabulário, passando a levar a cabo o seu trabalho com base Internet, Rally Radio, WRC+ AllLive e do telefone. A última prova em que marcou presença foi o Rally da Alemanha de 2019.

Martin Holmes faleceu no passado dia 11 de junho, poucos meses depois de fazer 80 anos, após longa batalha contra o cancro.

Patrocínios
scroll up